A GNR vai  controlar a fronteira da Madalena (Lindoso-Ponte da Barca), enquanto estiverem encerradas as ligações entre os dois países, devido à pandemia de covid-19. O projeto “Fronteira Segura” está pronto a ser colocado em funcionamento na fronteira da Madalena e inclui a instalação de um sistema de segurança integrado, composto por videovigilância e controlo remoto, permitindo à GNR destacar os seus elementos para outras tarefas.

A iniciativa surge depois de os governos de Portugal e Espanha terem decidido por comum acordo encerrar as fronteiras terrestres, no início de março, com exceção de nove locais de passagem, onde não se inclui Lindoso.

O bloqueio que tinha sido montado na fronteira da Madalena foi derrubado na semana passada. Os blocos de cimento que tinham sido lá colados foram desviados, obrigando à patrulha da GNR de Ponte da Barca a permanecer no local durante a noite. Terá sido um indivíduo a furar o bloqueio porque tinha máquinas de corte madeira do lado espanhol e queria trazê-las para Portugal. Ele terá falado à GNR sobre esse seu anseio, ao que lhe foi dito que a única fronteira por onde poderia passar as máquinas seria em Valença. No dia seguinte, a GNR repôs o bloqueio fronteiriço e reforçou a sinalização, não tendo registado mais problemas desde então.