A Praça da República, em Monção, cujos trabalhos de requalificação estão bastante avançados, faltando apenas a beneficiação do Largo da Alfândega, já reabriu ao público. A empreitada, a cargo da empresa “Primus Lean, Engenharia e Construção, Lda”, foi adjudicada por 741.968,73 €.

Com esta requalificação urbanística, patente em outros pontos do centro histórico, a Praça da República e artérias circundantes ganham um semblante mais moderno e atrativo, potenciando a realização de eventos culturais e dinamizando a atividade comercial.

Com o brasão de Monção desenhado no pavimento, em frente ao Palácio da Justiça, a nova imagem da Praça da República apresenta três repuxos de água com símbolos de Monção (Alvarinho, Termas e Coca), áreas verdes, pérgula, bancos, papeleiras, iluminação pública reforçada e passeios mais largos.

Com uma das artérias vedada ao trânsito automóvel, na presente intervenção evidencia-se um acesso pedonal direto entre as traseiras do Museu do Alvarinho e o Cine Teatro João Verde e Biblioteca Municipal. Um percurso que se tornará mais visível com a execução dos trabalhos no Largo da Alfândega.

A presente intervenção enquadra-se num projeto global de requalificação urbanística do centro histórico da vila, o qual configura uma verdadeira “revolução” na imagem dos espaços públicos, fomentando o aumento turístico, cultural e comercial.

Paralelamente, incentiva a iniciativa privada a recuperar os imóveis degradados naquela zona urbana. Situação já visível com a construção em curso de dois novos edifícios, devidamente enquadrados em termos de arquitetura e volumetria, bem como com a previsível recuperação de outros imóveis.