Professor e aluno do IPVC distinguidos por trabalho sobre propriedade e proveniência de criptomoedas

O docente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Pedro Pinto, e o aluno de Engenharia Informática e atual estudante do Mestrado de Cibersegurança, Rui Carreira, foram premiados com o “Best Application Paper Award”, pelo trabalho publicado na conferência internacional BLOCKCHAIN’20, realizada online a partir de L’Aquila – Itália, entre 7 e 9 de outubro. Uma distinção atribuída pelo artigo científico que apresenta uma solução para a geração de comprovativos de propriedade e proveniência de criptomoedas.

O artigo “A Framework for On-Demand Reporting of Cryptocurrency Ownership and Provenance” da autoria de Rui Carreira e Pedro Pinto, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, e António Pinto, docente do Instituto Politécnico do Porto, acabou por ser considerado o melhor no âmbito das aplicações da conferência. Uma distinção que vem premiar a excelência da investigação que se desenvolve no IPVC.

Um trabalho que, de acordo com os autores, alerta para algumas questões que têm de ser resolvidas no âmbito da utilização das criptomoedas. “Hoje, além das moedas tradicionais utilizadas para transações financeiras, temos disponíveis as chamadas criptomoedas que utilizam a tecnologia Blockchain, como o Bitcoin e Ethereum, que são utilizadas também como meio de pagamento de bens e serviços. O problema é que estas carteiras de criptomoedas não permitem a identificação direta do seu proprietário e o rastreamento da proveniência dos seus valores. No entanto, há situações em que um cidadão tem de provar a propriedade e a proveniência de determinados valores transacionados”, explicaram os autores, apontando exemplos práticos: “Em Portugal, se um cidadão quer adquirir um imóvel de 250.000€ tem de reportar esta aquisição à Autoridade Tributária e, se for auditado, tem de prestar provas da propriedade e proveniência desse valor, mesmo que tenha utilizado uma criptomoeda para este pagamento.”

Nesse sentido, os autores apresentam como solução uma nova aplicação que permite, de forma expedita e totalmente digital, gerar comprovativos de propriedade e proveniência de valores de uma ou várias carteiras de criptomoedas.

Partilha:
0
20