Festa das Rosas dá mais um passo para ser classificada como património nacional

A inscrição da Festa das Rosas de Vila Franca, em Viana do Castelo, no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial está em consulta pública, por 30 dias, de acordo com o anúncio publicado em Diário da República.

De acordo com o documento da Direção-Geral do Património Cultural, a decisão final sobre o pedido de inventariação da manifestação daquela romaria do concelho de Viana do Castelo será tomada no prazo de 120 dias após a conclusão daquela auscultação.

O arranque do processo de consulta pública sobre o projeto de decisão de inscrição da Festa das Rosas de Vila Franca no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial surge na sequência do pedido formulado pela Junta de Freguesia de Vila Franca.

Em março, a Câmara de Viana do Castelo aprovou, por unanimidade, emitir parecer positivo, “manifestando a total concordância”, ao registo da Festa das Rosas de Vila Franca, no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (INPCI).

O parecer aprovado por proposta da vereadora com o pelouro dos equipamentos culturais, Carlota Borges, “visa a proteção legal de todo o simbolismo e expressão cultural que as festas representam no plano local e nacional”.

“A Direção-Geral do Património Cultural na análise deste pedido identificou a sua conformidade, tendo solicitado à Câmara de Viana do Castelo a emissão de parecer sobre a relevância deste pedido, em função da abrangência territorial da manifestação do património cultural em apreço”, refere a proposta aprovada pela autarquia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*