Festival Vaudeville Rendez-Vous de regresso para a sétima edição

0
194

O Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous está de regresso às cidades de Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão para a sétima edição. Promovido pelo Teatro da Didascália, o evento, que se realiza entre os dias 19 e 24 de julho, integra um total de 13 espetáculos – dois dos quais estreias absolutas e, ainda, cinco estreias a nível nacional. Às 26 apresentações, de entrada gratuita, somam-se diversas atividades de mediação, que contemplam quatro oficinas de criação dirigidas a todos os públicos, duas masterclasses orientadas para profissionais das artes, uma oficina dirigida a malabaristas e skaters e uma sessão de pitching entre criadores e programadores.

A edição deste ano fica, ainda, marcada pela apresentação pública do projeto de cooperação europeu Circuslink – desenvolvido pela Archaos (Bienal de Circo de Marselha, França), Festival Dynamo (Dinamarca), Letni Letna (República Checa) e Teatro da Didascália (Portugal) –, no dia 21 de julho, às 15h00, no Jardim do Paço dos Duques, que vem materializar o trabalho de internacionalização que o Festival tem realizado ao longo dos últimos dois anos. Neste âmbito, o Vaudeville acolhe a estreia absoluta de Váld, da companhia sueca Right Way Down, e, também a partir deste projeto, o espetáculo Otus, da companhia portuguesa Oliveira & Bachtler, que irá circular internacionalmente.

O Vaudeville Rendez-Vous é um festival internacional focado na programação de circo contemporâneo e formas transdisciplinares para o espaço público. Ao longo das várias edições, o evento tem vindo a apostar em propostas artísticas que apontam para a descoberta de novas formas, reinventando os padrões estéticos e técnicos habitualmente associados ao circo. Para a edição de 2021, o Festival distingue Étienne Tribu com uma bolsa de criação, que resultou no espetáculo Là-bas, uma coprodução que terá estreia nacional no evento. Todas as atividades do Festival decorrerão ao ar livre, mas, na edição deste ano, será necessário reservar os bilhetes, de forma a controlar as entradas e a lotação, que será bastante mais reduzida. Aconselha-se a consulta de mais informação nos sites dos municípios de Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão.