“Caminho Limpo é Bom Caminho” é o mote para o Dia de Santiago

Barcelos está intrinsecamente ligado ao Caminho de Santiago de Compostela e o ano de 2021 é particularmente relevante. Trata-se de um Ano Jacobeu ou comummente chamado de Ano Santo. É uma quase raridade que acontece apenas 14 vezes por século, na sequência de 6, 5, 6 e 11 anos. É sinónimo de indulgência de todos os pecados cometidos pelo peregrino até então, razão pela qual é uma data preferencial para a peregrinação a Santiago.
Atualmente, os números estão ainda longe dos tradicionais, no entanto, são já mais de mil os peregrinos que chegam diariamente a Santiago. Sinal de alguma retoma atendendo ao que se passou no último quase um ano e meio, decorrente da pandemia pela Covid-19.
O Caminho Português, do qual Barcelos faz parte, continua a figurar entre as preferências dos peregrinos, registando, no ano de 2019, o último considerado normal antes da pandemia, cerca de 36 mil dormidas nos albergues barcelenses. E é por considerar relevante o peregrino e a dinâmica que ele provoca no concelho que o Município tem desenvolvido várias iniciativas que permitem ao caminheiro ficar com a certeza de que passou por um concelho que muito o considera e respeita. Nessa medida, instalou mais de uma dezena e meia de papeleiras em áreas que não estavam abrangidas pelo sistema de recolha de lixo. A campanha “Caminho Limpo é Bom Caminho” contou com a colaboração das juntas de freguesia e visa manter o Caminho em perfeitas condições.
Esta ação, além de ir de encontro às pretensões dos caminheiros, entronca nas preocupações do Município, apostando na valorização de uma imagem junto dos milhares de peregrinos que passam por Barcelos de um território limpo e amigo do ambiente.

Município renova “sinalização” no Caminho

Paralelamente a esta iniciativa, o Município procedeu à renovação da sinalização do Caminho, utilizando um novo sistema com suporte em mármore, colocado em locais estratégicos, por forma a tornar o Caminho mais intuitivo, seguro e agradável.
A nova sinalética respeita as normas definidas no Decreto-Lei 51/2019, de 17 de abril, e será complementada com painéis informativos ao abrigo do mesmo normativo.
Barcelos está intrinsecamente ligado ao Caminho de Santigo desde há longa data, sendo disso espelho a lenda do galo, a passagem pelo concelho da Rainha Isabel II, no século XIV, e a do bispo de Jerusalém, dois séculos depois, ou o facto de uma dezena de freguesias ter como padroeiro São Tiago, atestando a forte tradição jacobeia e de culto a este santo no concelho. Nesse sentido, está também patente, no Posto de Turismo, a exposição “Santiago, uma imagem icónica do artesanato de Barcelos…”. Trata-se de uma mostra com 26 peças feitas por artesãos barcelenses, que poderá ser visitada até 4 de setembro.
A efeméride fica, ainda, marcada pela colocação, este sábado, em parceria com a Junta de Barcelinhos, de uma estátua de um Galo de Barcelos Peregrino, na rotunda localizada no final da Avenida de S. João, em Barcelinhos, ponto de passagem de muitos caminheiros (junto à Renault). A peça, da autoria do artesão barcelinense Adriano Faria, mede 1.70 metros de altura e pesa mais de 150 kg. A escultura é o resultado da fusão de vários aros de pipos antigos, uma homenagem não só aos peregrinos, mas também aos barcelenses hospitaleiros, que nunca negavam aos caminheiros um pedaço de pão e um copo de vinho.