Acordo entre AEVC e Ageas permite fazer “seguros à medida” para as empresas

A Ageas Seguros assinou um acordo de parceria com a Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC) para reforçar a gestão de risco das empresas do Alto Minho.
Com uma vista privilegiada a partir de Santa Luzia para a cidade de Viana do Castelo, os responsáveis da Ageas e da AEVC reforçaram, assim, a parceria iniciada em 2020, no âmbito do Fórum PME Global Ageas Seguros e Ordem dos Economistas e, através deste acordo, as empresas do distrito, essencialmente PME, vão passar a dispôr de um serviço de consultoria que lhes indicará quais as melhores respostas na gestão de riscos.
“Estamos muito satisfeitos por termos conseguido estabelecer mais uma parceria, desta vez com a AEVC. Como já referimos várias vezes, para a Ageas Seguros é essencial apostar na promoção de um ecossistema de prevenção e incentivar a partilha das melhores práticas na prevenção de acidentes. A parceria com a AEVC vai, assim, permitir reforçar a presença da Ageas Seguros em Viana do Castelo e disponibilizar serviços diferenciadores no âmbito da prevenção às PME’s da região”, afirmou Gustavo Barreto, Chief Commercial Officer do Grupo Ageas Portugal.
Os principais objetivos da AEVC com este acordo passam por apoiar e dinamizar as empresas associadas, promover a internacionalização das mesmas, fomentar a ligação entre o tecido empresarial, o sector educativo e as entidades públicas e actuar como facilitador de informação empresarial.
“As empresas podem ser beneficiadas através de uma consultoria prestada pela Ageas Seguros para entenderem quais as necessidades em termos de seguros, ou seja, é feito um programa de seguros à medida, atendendo ao número de colaboradores, tipo de trabalho e riscos associados”, explicou Manuel Cunha Júnior, presidente da AEVC, admitindo a “grande honra e entusiasmo” com a assinatura da parceria com a Ageas Seguros, “uma seguradora de referência na gestão de risco e prevenção, que tem estado ao lado das PME, de norte a sul do país, de forma diferenciadora”.
Manuel Cunha Júnior adiantou que vão ser feitas sessões de apresentação do protocolo e, em novembro, quando a AEVC retomar os encontros de negócios e empresários, pode acontecer uma outra sessão de apresentação das potencialidades deste acordo para as empresas.