Mercadona doou 64 toneladas no Alto Minho

0
493

A Mercadona, empresa de supermercados, doou 600 toneladas de produtos de primeira necessidade no primeiro semestre de 2023 em Portugal. Estas doações, que equivalem a 10.000 carrinhos de compras, foram destinadas a mais de 40 cantinas sociais, 8 bancos alimentares e outras entidades sociais com as quais a empresa colabora.

No distrito de Viana do Castelo, onde a empresa conta com um supermercado, foram doadas 24 toneladas de produtos de primeira necessidade a instituições locais de solidariedade social.

O Gabinete de Atendimento à Família (GAF), IPSS sediada em Viana do Castelo há 29 anos, é uma das instituições que diariamente recebe doações da Mercadona. Segundo Leandra Rodrigues, Coordenadora Geral, “enquanto instituição sem fins lucrativos com mais de 1500 pessoas apoiadas anualmente e uma gestão financeira extremamente exigente, torna-se essencial o envolvimento de toda a comunidade para a melhoria dos serviços prestados. É neste contexto que as doações da Mercadona estão a ser uma enorme mais-valia, porque nos permitem a doação de cabazes de bens alimentares mais diversificados (por exemplo com produtos frescos) que, de outra forma, seria absolutamente impossível.

Em Portugal, a Mercadona participa ainda, com os seus recursos humanos e logísticos, noutras iniciativas de âmbito nacional que se realizam ao longo do ano. É o caso da “Campanha de Recolha”, organizada pela Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, e da campanha “Shop for Goodness” promovida pela Cruz Vermelha Portuguesa, cujo montante angariado foi convertido em cartões de compra que contribuem para a autonomização de famílias carenciadas.

Com mais de 1.660 lojas entre Portugal e Espanha, a Mercadona doou um total de 10.500 toneladas de bens, o equivalente a 174.200 carrinhos de compras, que se destinaram a mais de 650 entidades sociais, das quais 140 foram integradas na rede de instituições com as quais a empresa colabora, na primeira metade deste ano. 

A Mercadona, dentro do seu compromisso de partilhar com a sociedade parte do que dela recebe, integra o seu Plano de Responsabilidade Social no dia a dia da sua atividade, atendendo à componente social e ética através de diferentes linhas de ação sustentáveis que reforçam a sua aposta no crescimento partilhado. A par da doação de alimentos, a Mercadona colabora de forma próxima com 32 fundações e centros ocupacionais na decoração das suas lojas com murais de trencadís (mosaicos típicos do Mediterrâneo), elaborados por mais de mil pessoas com incapacidade intelectual.

Outra linha estratégica do Plano de Responsabilidade Social da Mercadona é a sustentabilidade ambiental. Para tal, a Mercadona dispõe de um Sistema de Gestão Ambiental próprio, baseado nos princípios da Economia Circular e centrado na otimização logística, eficiência energética, produção sustentável e bem-estar animal, gestão de resíduos e redução de plásticos. Além disso, está a trabalhar no Projeto de Distribuição Urbana Sustentável e na melhoria da qualidade do ar das cidades através de camiões e carrinhas com tecnologias mais limpas e eficientes.

A Mercadona integra desde o ano de 2011 o Pacto Mundial das Nações Unidas para a defesa dos valores fundamentais em matéria de Direitos Humanos, Normas Laborais, Meio Ambiente e Luta contra a Corrupção.