Câmara de Vila Verde pede à população para se afastar de rios e áreas inundadas

0
486

A Proteção Civil da Câmara de Vila Verde apelou à população do concelho para se manter afastada de rios e áreas inundadas, face ao risco de arrastamento motivado pelas condições climatéricas.

Em comunicado, a autarquia pediu às pessoas que “não se aproximem das linhas de água e zonas inundadas, seja para efeitos de trabalho, de lazer, mera curiosidade ou registo fotográfico”.

“O apelo deve-se à necessidade de evitar riscos de arrastamento de pessoas, animais ou viaturas pelas correntes dos caudais e potenciais desabamentos”, acrescenta a nota de imprensa do município, que indica que “os níveis dos caudais das linhas de água deverão manter-se elevados ao longo do dia, apesar da diminuição da precipitação ao longo da tarde de sábado”.

Assinala ainda o município que o concelho de Vila Verde “está também sob aviso amarelo devido ao vento forte, com previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) de rajadas que podem atingir os 85 km/h, sendo que nas terras altas podem chegar aos 100 km/h”.

Neste contexto, o Serviço Municipal de Proteção Civil apela à população para “garantir especial cuidado na circulação e permanência junto a áreas arborizadas, mantendo atenção ao risco de queda de ramos e de árvores – como de resto aconteceu esta noite em vários pontos do concelho”, lê-se ainda.

“Apela-se ainda à especial atenção para a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de terras e folhas ou outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao escoamento das águas”, conclui a nota de imprensa.