“A Quinta de Pentieiros é um bem precioso para o Centro Educativo das Lagoas”

0
792
A proximidade à Quinta de Pentieiros e à Area Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d’Arcos facilita o “trabalho no terreno” do Centro Educativo das Lagoas, onde os alunos já mostram “uma grande preocupação” com a preservação do meio ambiente.
“Nós temos o privilégio de ter a Quinta de Pentieiros ao lado da nossa escola e é lá que levamos as crianças, porque podemos ir a toda a hora, sem precisarmos de estar envolvidos em projetos. Lá, os alunos contactam com os animais, com as plantas e aquele local é um bem precioso”, considera a professora Helena Silva, garantindo que as crianças são sempre “muito receptivos” às atividades relacionadas com o meio ambiente e também “muito preocupados” com a temática.
“Entramos em alguns projetos, como o Pulmão do Minho, o Mundo Rural a Biodiversidade e temos também atividades equestres e desportivas, como a canoagem. Estas iniciativas servem para o desenvolvimento das nossas crianças. Por acaso, até têm quase todos contacto com os animais e com a natureza, mas também é importante trabalharmos no terreno na escola”, referiu a docente, que participou com alguns alunos na iniciativa do Abraço ao Rio Lima.
“Este abraço ao rio é importante porque ele é um bem precioso. Os alunos gostam sempre destas atividades e mal chegaram repararam logo que havia um plástico no rio e preocuparam-se logo. Também gostamos deste intercâmbio que fazemos com os espanhóis, nós vamos lá e eles vêm cá”, confessou.