Triauto garantiu o “cocktail” da MG 

0
269

A Triauto, conhecida por ser concessionário da Volvo há mais de 40 anos, com instalações em Viana do Castelo e Vila do Conde, iniciou atividade comercial com a icónica marca britânica MG, que regressa, assim, ao mercado português.

A MG pretende apostar de forma significativa no segmento de veículos elétricos a preço “extremamente competitivo e acessível”. No entanto, o diretor geral da Triauto, André Esteves, salientou que a MG também “oferece outras soluções”. “Temos de estar atentos ao mercado e soluções para todo o tipo de utilizadores. A MG consegue completar esse portfólio porque, sendo uma marca no caminho da eletrificação, mantém outro tipo de soluções, quer a combustão ou plug-in. Na eletrificação apresenta outra gama de preços e conseguimos ter um cocktail de várias motorizações e modelos num segmento de preço claramente abaixo da Volvo. Entendemos que as duas marcas vão puxar uma pela outra”, apontou o director geral, considerando que o ano de 2023 foi “marcante” para a Triauto. 

“Foi um ano de muitos desafios. Este sector nunca foi fácil, mas está cada vez mais desafiante porque estamos numa fase de reorganização pós-covid. A Triauto está na venda ao cliente final e sofre com isso, por causa da falta de stock e produto para vender. Neste momento começa a haver uma normalização”, registou, destacando alguns projectos. “Este ano começamos com a abertura da Space Polestar nas instalações de Vila do Conde, a primeira em Portugal. Também inauguramos em Viana, nas instalações de Neiva, o centro de colisão. A meio do ano iniciamos a atividade da MG em Viana. Em 2024 começarão a ser construídas as novas instalações junto da Volvo, em Neiva, no sentido de centrar no mesmo complexo a Volvo e a MG. Serão instalações com a mesma dimensão”, vincou.

André Esteves voltou a realçar as várias opções dos clientes da Triauto. “A Volvo tinha definido 2030 como o fim dos carros a combustão, mas vai ser antes. Em 2024 só vão ficar os plug-in de gama alta. A MG mantém os veículos a combustão e até vamos ter novidades muito agressivas para o mercado, que vão certamente dar que falar”, sublinhou.

“Casamento bem conseguido”

Para o manager da MG Motor Portugal, Ricardo Lotra, esta parceria é um “casamento bem conseguido”. “Todos os nossos parceiros são grandes e todos juntos vamos tentar aquilo que ambicionamos. Obviamente que a relação com o André Esteves é um factor diferenciador, por isso queremos ajudar a Triauto a ter uma linha de produto que as marcas premium representam. A MG, como antiga marca premium da Rover, ainda mantém a filosofia desportiva e de qualidade de construção”, declarou, garantindo que a parceria é “um casamento muito bem conseguido”. “Porque a Triauto já está bem entrosada com o cliente premium. A MG oferece carros de segmento B e C. Os clientes podem comprar um carro elétrico a partir dos 29 mil euros. O preço de tabela é 32 mil euros, mas até final do ano esse carro está a 29 mil euros”, adiantou.

A MG quer uma maior proximidade com os clientes e para que isso aconteça considera que “é fundamental criar melhores condições”. “Em Portugal temos 14 pontos de venda e até ao final do ano temos intenção de chegar aos 20 pontos de venda. O objetivo para o próximo ano não é só o volume, mas também ter um local para criar relação com o cliente. Quando acontecerem pequenos danos no carro o cliente não tem de fazer grandes deslocações para a sua reparação. Queremos dar mais atenção ao cliente, não apenas na venda do carro, mas sempre”, notou.