Mural evoca José Rodrigues em Cerveira

jose-rodrigues-2802Um mural com mais de oito metros, pintado por um artista brasileiro durante uma residência artística realizada em Vila Nova de Cerveira, evoca o escultor José Rodrigues, falecido em setembro. A Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) adiantou que a escolha do local para a instalação da pintura do artista brasileiro Elton Hipólito foi “premeditada”, localizando-se “em frente ao espaço ajardinado onde se encontra a escultura ‘O Esforço’ do mestre José Rodrigues”. O mural classificado como “projeto de arte pública” intitula-se Lacunas da Memória e foi executado durante “quatro dias de intenso trabalho” do artista brasileiro, no âmbito do programa de Residências Artísticas 2016 da Fundação Bienal de Arte de Cerveira. A Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) e a Câmara de Vila Nova de Cerveira vão promover um concurso regional de pintura e escultura ‘naïf’ e autodidática, destinado a artistas residentes no Alto Minho e na Galiza. A iniciativa envolve a atribuição de dois Prémios Aquisição “Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira”, no valor de 2.500 euros (1.º Prémio) e 500 euros (2.º Prémio). Podem concorrer artistas de nacionalidade portuguesa e estrangeira, desde que residentes nos municípios do Alto Minho e Galiza, na modalidade de pintura ou escultura, com o máximo de duas obras. A inauguração da exposição do “Prémio Artistas do Alto Minho e Galiza 2016” terá lugar a 19 de novembro de 2016, no Fórum Cultural de Cerveira. As obras premiadas ficarão a pertencer ao Museu Bienal de Cerveira. Os prémios serão entregues aos vencedores a 7 de janeiro de 2017.