O presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) considera a fase de desconfinamento como a “grande oportunidade” para a região mostrar aquilo que tem de melhor aos turistas nacionais.
“Esta é a grande oportunidade para estes territórios e nós valorizarmos estes quatro subdestinos: Porto, Douro, Minho e Trás-os-Montes. Os holofotes foram colocados nesta região e esta é a oportunidade para mostrar aquilo que têm de melhor”, salientou Luís Pedro Martins, defendendo que esta é a altura dos portugueses “darem a atenção que estas regiões merecem”.
“Se calhar, está na hora de os portugueses voltarem também a olhar para o país fantástico que têm e perceberem que conseguem fazer dentro do nosso território férias inesquecíveis”, referiu, acrescentando que a par da gastronomia e paisagens, a região contempla “segurança, natureza, tranquilidade, privacidade e experiências diversificadas”.
Com a retoma de algumas atividades turísticas, unidades de alojamento “diversificado” e restaurantes, o presidente do TPNP considerou que esta é a “oportunidade dos portugueses perceberem porque é que a região recebeu prémios tão importantes e os estrangeiros a visitam em tão grande número”.
Apesar das quebras sentidas pelos diversos setores de atividade durante os últimos dois meses, Luís Pedro

Martins acredita que o setor “vai conseguir sair desta crise” dada a sua “resiliência”.
“O setor do turismo soube sempre rapidamente sobreviver e daí estar otimista para acreditar que, não havendo uma segunda vaga do novo coronavírus e se no início de 2021 for descoberta uma vacina, na Páscoa do próximo ano poderemos estar a regressar à normalidade”, afirmou.