Geoparque de Viana já está disponível à distância de um clique

A Câmara Municipal de Viana do Castelo lançou uma aplicação de telemóvel e sitio da internet do programa Geoparque Viana do Castelo, uma iniciativa de Smart Tourism e Smart Education que conjuga a proteção e conservação do património, a educação, o turismo e a tecnologia.  

“O Geoparque Viana do Castelo passa, assim, a estar oficialmente pronto para acolher turistas, no culminar do projeto promovido pelo Município que dotou o território de condições inovadoras e tecnológicas para a conservação e fruição turística do património geológico diferenciado deste território. É também uma ferramenta dedicada a robustecer o trabalho de flexibilidade dos professores dos nossos agrupamentos escolares”, frisou a autarquia, em comunicado. 

A APP Geoparque Viana do Castelo pode ser descarregada gratuitamente através da APPStore (durante esta semana é lançada a versão para dispositivos móveis Android), permitindo ao utilizador conhecer a localização dos vários elementos patrimoniais, nomeadamente os Monumentos Naturais, as Zonas Especiais de Conservação da Rede Natura2000, os Sítios da Memória, os Arqueossítios e a Viana Subaquática. 

É também facilitada informação textual, fotografias panorâmicas e em 3D, vídeos informativos, e também um planeador para apoiar o utilizador quanto às atividades que pode desenvolver, onde comer e onde dormir. 

A APP dispõe ainda de um módulo de Realidade Aumentada, que permite ao visitante observar a paisagem envolvente com a câmara do seu telefone e, durante essa utilização, ser informado do que está a observar. Por outro lado, o mecanismo de geofencing permite quantificar o tempo em que o utilizador passa junto de um determinado recurso que, complementado com a funcionalidade de avaliação da visita, permite recolher fortes ‘inputs’ para a medição do interesse turístico dos recursos que integram o Geoparque. 

O Município passa, segundo o vereador do Ambiente, Ricardo Carvalhido, “a dispor de um novo produto turístico e educativo que soube compatibilizar as tendências de Smart Destination e Smart Education com as oportunidades trazidas pelas Tecnologias da Informação”. 

Este projeto conta já com 15 anos de desenvolvimento e com a colaboração de diversas instituições e personalidades. A autarquia destaca o papel das 27 Juntas e Uniões de Freguesia e dos 7 agrupamentos de escolas de Viana do Castelo, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo e de outras instituições de ensino superior (Universidade do Minho, CIIMAR-UP, Universidade de Coimbra, MARE), do Fórum Português de Geoparques da UNESCO, da Associação Empresarial de Viana do Castelo e dos técnicos municipais.

“Esta aplicação pretende assumir-se como uma oferta turística diferenciadora, que provoque emoções positivas no público e que o fidelize. Pretende também contribuir para que os professores tenham as melhores condições para ensinar através de estratégias diferenciadoras e em flexibilidade curricular, assente no nosso património identitário, complementando todo o caminho que tem sido trilhado nos últimos 4 anos, com a criação de dois ícones nacionais – a Rede Escolar de Ciência e as Equipas de Diferenciação e Flexibilidade Curricular de Agrupamento”, sustenta a autarquia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*