Festival de Teatro para “todos os estilos e públicos” em Viana do Castelo

O Festival de Teatro de Viana do Castelo está de volta para a 5ª edição, de 10 a 20 de novembro, no Teatro Municipal Sá de Miranda. Depois de uma edição afetada pela pandemia, o Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana apresenta um Festival com uma programação especial, com uma duração alargada de 11 dias, em que 19 espetáculos de companhias nacionais e internacionais sobem aos palcos da Sala Principal e Sala Experimental do Teatro centenário. 

Ricardo Simões, diretor artístico da companhia vianense, fala num festival “para todos os estilos e para todos os públicos” com uma programação variada com espetáculos para a infância, espetáculos de dança e uma junção de temas da atualidade e alguns clássicos: Feminismo, Transformismo, Tirania e Democracia. 

Para além da variedade de espetáculos, o Festival de Teatro de Viana do Castelo tem uma oferta de atividades de mediação que preveem a Inclusão de todos os públicos. Antes de todos os espetáculos acontece o Ver com As Mãos, o reconhecimento sensorial da área de representação com os espetadores cegos e amblíopes. Durante o espetáculo, em todas as sessões, há GESTU – Tradução em Simultâneo para Língua Gestual Portuguesa e no final de cada espetáculo o habitual Digestivo – Conversa Pós Espetáculo entre os criadores e o público. 

Este ano com a novidade da Audiodescrição, um comentário adicional dirigido às pessoas com deficiência visual, com um narrador que relata o que está a acontecer no palco. Esta nova iniciativa será realizada durante o espetáculo Monólogo de uma mulher chamada Maria com a sua patroa, de Cassandra, dia 18 de novembro, às 21h00, na Sala Principal. 

O Festival começa já esta quarta-feira, dia 10 de novembro, com O Charco de Ulises da companhia espanhola Centro Dramático Galego, às 21h00, na Sala Principal e estende-se até ao dia 20 de novembro, com presença do Teatro Nacional D. Maria II, da Companhia de Teatro de Almada, de Sara Barros Leitão, da ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve e muito mais.