Detida por perseguir, ameaçar e injuriar mulher na Póvoa de Lanhoso

A GNR deteve na Póvoa de Lanhoso uma mulher de 59 anos que pelas redes sociais e presencialmente perseguia, ameaçava, coagia e injuriava uma outra mulher, de 30 anos.

Em comunicado, a GNR acrescenta que a perseguição se estendia ao agregado familiar da vítima, nomeadamente ao marido e aos dois filhos menores.

No seguimento da investigação, que decorria desde outubro, a GNR realizou duas buscas domiciliárias e duas em veículo, tendo ainda dado cumprimento a um mandado de detenção.

Foram também apreendidos dois telemóveis e um computador portátil.

A detida foi presente ao Tribunal Judicial da Póvoa de Lanhoso, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações diárias no posto policial da sua área de residência e proibição de contacto, por qualquer meio, com os visados no processo.