Bandeiras, balões e cornetas fazem a torcida de Viana por Portugal

Mais de 500 pessoas estão concentradas numa tenda gigante no centro de Viana do Castelo para assistir à estreia de Portugal no Mundial de futebol no Qatar, confiantes de que a Seleção vai vencer o Gana.

Bandeiras, balões e cornetas ecoam no espaço, aquecido, com bares e jogos como matraquilhos, que atraiu sobretudo jovens, estudantes, que aproveitaram a tarde livre de aulas para, juntos, assistirem ao jogo de estreia de Portugal.

Os colegas da escola secundária de Monserrate gostaram “ambiente acolhedor” e “divertido” , considerando que é “muito melhor” do que estar em casa “sozinhos” a ver o jogo.

“Vamos ganhar. Não tenho dúvidas”, disse Guilherme Castro.

Sobre a polémica em torno do Mundial do Qatar, o jovem de 16 disse que Portugal tem de apoiar a sua equipa: “O resto é culpa da FIFA, que só quer dinheiro.”

Nas bancadas, os mais velhos esperavam pelo início do jogo, agradados com a temperatura da tenda gigante, “muito mais agradável” do que na rua, onde a chuva deu uma folga e o sol tenta espreitar por entre as nuvens.

João Couto, de 62 anos, arranjou maneira de sair do trabalho para vir ver a estreia de Portugal no Mundial.

Confiante na vitória, criticou a escolha do Qatar, mas disse que é preciso ver o lado positivo. “Assim o Qatar, as mulheres, os direitos humanos estão debaixo dos holofotes do mundo”, disse.

Portugal estreia-se hoje no Mundial de futebol de 2022, no Qatar, procurando diante do Gana arrancar a competição com um triunfo e ganhar alento para as ‘batalhas’ que se seguem com vista ao apuramento para os ‘oitavos’.