Convento de Santo António de Caminha celebra a “Mãe Clara”

0
338

O convento de Santo António, em Caminha, assinala esta quinta-feira, a partir das 15 horas, a Festa da Mãe Clara, em honra da beata Maria Clara do Menino Jesus, que é uma dos patronos da Jornada Mundial da Juventude.

A beata faleceu em Lisboa no dia 1 de dezembro de 1899. Foi sepultada três dias depois, no cemitério dos Prazeres, acompanhada de enorme multidão de fiéis que reconheciam a sua santidade.

Em maio de 1954, o seu corpo foi trasladado para a Igreja do Convento de Santo António, em Caminha. Ao longo de 34 anos, acorreram ao Convento, que é um dos miradouros mais belos de Caminha, muitos fiéis a implorar a sua valiosa intercessão junto de Deus. No primeiro dia de dezembro de 1988, o corpo da Mãe dos Pobres deixou Caminha e foi a sepultar definitivamente na cripta da Capela da Casa-Mãe da Congregação, em Linda-a-Pastora, no Patriarcado de Lisboa.

Durante cerca de uma hora, em clima hospitaleiro, haverá momentos de formação, testemunhos, oração, partilha e reflexão, em torno da presença daquela que nasceu com o nome de Libânia do Carmo, mas que ficou consagrada na História de Portugal como a “Mãe Clara”.