Campo inaugurou “um campo de sonhos”

0
613
O Clube Desportivo e Recreativo de Campo inaugurou as obras de requalificação integral do seu parque de jogos, incluindo a colocação de um relvado sintético, perante centenas de pessoas, entre sócios, adeptos e outros populares que não quiseram faltar a este dia de festa.

A cerimónia de inauguração contou com a presença do presidente da Câmara, da Junta, e da coletividade, tendo também a participação do Bispo auxiliar de Braga e do pároco da freguesia. As obras custaram cerca de 500 mil euros, tendo a Câmara Municipal contribuído com 100 mil euros.

Na hora dos discursos, o presidente da Câmara, Mário Constantino, recordou os tempos da década de 1980, quando ali jogou algumas vezes no campo pelado, e contrastou o que é ver agora um campo de jogos moderno, com todas as condições para a prática desportiva e de atividades de lazer. “É um orgulho muito grande ver quão bem foi concebido o projeto e realizada a execução da obra”, afirmou. O autarca de Barcelos referiu que as novas instalações do Grupo Desportivo e Recreativo de Campo são “um sinal inequívoco de desenvolvimento da freguesia e do concelho, concretizado através de equipamentos de qualidade para o futuro”. Realçando que “o desporto é uma forma fundamental de ocupação dos tempos livres”, Mário Constantino desafiou as famílias a incentivarem os seus filhos a praticarem desporto, dado que não é apenas bom para a saúde e desenvolvimento das crianças e jovens, mas constitui-se como “uma escola de valores, de socialização, e de educação”.

Antes, já o presidente do Desportivo de Campo, Armindo Freitas, tinha sublinhado que a execução das obras foi um “caminho duro de trilhar, só possível com o apoio da autarquia, dos patrocinadores, dos amigos, e com um trabalho resiliente e gigante dos órgãos sociais do clube”. Armindo Freitas aproveitou a ocasião para agradecer aos fundadores do clube afirmando que o seu esforço não foi em vão. “O clube continua vivo, pujante e rejuvenescido. O vosso projeto continuará por um futuro longínquo”, assegurou.
De igual modo, agradeceu “a presença dos adeptos e simpatizantes”, bem como a presença do presidente da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia “que apoiaram e acompanharam de perto esta obra”. Finalizou a sua intervenção dizendo ao presidente da Câmara que interpretava a sua “presença como um sinal de consideração, respeito e apreço pelo clube” e relativamente ao bispo auxiliar de Braga, D. Delfim Gomes, considerou a sua ida a Campo “uma agradável sensação de proximidade e empatia”.
Muito satisfeito estava também o presidente da Junta de Freguesia. Filipe Cerdeira demonstrou “a grande satisfação e orgulho” do seu executivo por estar a assistir à inauguração “deste campo de sonhos”. “Esta é uma conquista, mas também uma nova oportunidade para a nossa freguesia”, reiterou. O autarca fez questão de salientar que “esta obra não é só para que se façam grandes jogadores, é também para que se façam grandes homens”.
Noutra vertente, Filipe Cerdeira salientou “o espírito de colaboração entre Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Direção do Clube, adeptos e simpatizantes, e Igreja (que cedeu o terreno através de um contrato de comodato que vigora por 25 anos), enfatizando que a palavra-chave para o êxito desta obra foi “entreajuda”. 
As novas instalações do Parque de Jogos de Campo foram benzidas pelo bispo auxiliar de Braga, D. Delfim Gomes, acompanhado pelo pároco da freguesia, José Barbosa Granja.