Alto Minho “fedorento” faz “barulho de amor”

0
641

Já está nas bancas mais uma edição imperdível do Jornal “Alto Minho”, com Ricardo Araújo Pereira, a grande romaria minhota que vai seguir o Papa nas Jornadas Mundiais da Juventude, a Feira de Artesanato de Barcelos, a Festa das Neves, o Cortejo de Vila Nova de Anha, a Festas do Concelho de Arcos de Valdevez e e as mordomias da Senhora da Boa Morte (Correlhã-Ponte de Lima).

De criança que andava de bicicleta “à beira” da Quinta do Amparo, eternizada por Aquilo Ribeiro no livro “A Grande Casa de Romarigães”, Ricardo Araújo Pereira tornou-se num dos humoristas portugueses mais notáveis, que não esquece as suas origens no Alto Minho. O eterno “gato fedorento” regressou à “casa” das suas memórias de infância, em Paredes de Coura, para uma conversa descontraída e divertida, na qual contou muitas das vivências partilhadas com a sua avó minhota e a influência que tiveram e continuam a ter no seu trabalho.

O Alto Minho começou a festa da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) com um encontro diocesano, que juntou mais de três mil jovens no pavilhão de feiras e exposições de Ponte de Lima, com a mensagem clara de que “a Igreja não é uma seca”. As centenas de peregrinos estrangeiros, que foram acolhidos pelas famílias da região, também se juntaram à festa multicultural e colorida, dando assim início a uma “onda altominhota” com mais de 1000 jovens, que já rumou a Lisboa e promete fazer “lio”, o “barulho de amor”, que o Papa tem pedido para o encontro mundial da juventude.