Esposende aposta em “memórias do bairro” para reforçar inclusão

0
404

O Município de Esposende, em parceria com a “HOPE! Respostas Sociais”, instituição recentemente sediada em Esposende e membro do Conselho Local de Ação Social (CLAS), está a desenvolver mais uma edição do projeto Memórias do Bairro.

Trata-se de um projeto que pretende reconhecer a importância das pessoas mais velhas e/ou com demência nas tomadas de decisão face à sua vida, trabalhando junto dos profissionais das instituições com respostas nas áreas do envelhecimento, de pessoas voluntárias e da comunidade em geral. Ao longo do projeto são dinamizadas diferentes atividades de informação e capacitação junto das pessoas mais velhas e/ou com demência na comunidade e nas instituições sociais concelhias, e promovidas oportunidades de formação específica para profissionais e pessoas voluntárias que lhes prestam cuidados ou assistência em respostas sociais.

Numa primeira edição do Memórias do Bairro, foram realizadas 44 ações de consciencialização sobre a demência e envolvidas 12 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho, 67 pessoas com demência, 292 pessoas mais velhas, 67 pessoas adultas da comunidade, 107 profissionais e ainda, mais de uma centena de crianças e jovens.

Na segunda edição, o foco orienta-se para o suporte às pessoas mais velhas e com demência e àqueles que lhes prestam cuidados, nos processos de tomada de decisão face à sua vida e aos cuidados que recebem ou prestam.

Desde o passado mês de maio foram realizadas 66 sessões de educação não formal em grupo, sobre Direitos Humanos, Tomada de Decisão; Diretivas Antecipadas de Vontade/Planeamento Antecipado de Cuidados; Serviços de Apoio na Comunidade. Estas ações envolveram 175 pessoas mais velhas e/ou com demência, em 11 IPSS.

Esta primeira fase do projeto promoveu a participação e o empoderamento das pessoas mais velhas na tomada de decisão e permitiu reunir elementos-chave para a criação das Cartas de Direitos, que será personalizada em cada uma das instituições.

Em parceria com o Banco Local de Voluntariado de Esposende está, entretanto, a decorrer o recrutamento de pessoas voluntárias para avançar com mais um passo no projeto, o de construção de Livros de Histórias de Vida das pessoas que estão integradas em respostas sociais na área do envelhecimento do concelho de Esposende. Pretende-se também realizar ações de educação não formal na comunidade, com o propósito de promover a literacia ao nível das Diretivas Antecipadas de Vontade, numa lógica de salvaguarda dos direitos e vontades no planeamento de futuro.

Atendendo à envolvência e à dinâmica criada em torno do projeto, o Memórias do Bairro reveste-se de relevante significado, na medida em se afigura como uma iniciativa que faz a diferença na vida das pessoas, com um forte impacto na comunidade. Assume, pois, um assinalável contributo na construção de uma comunidade que verdadeiramente respeita e promove os direitos de todas as pessoas, uma comunidade inclusiva.

Refira-se que o projeto Memórias do Bairro é apoiado pelos EEA Grants Portugal, geridos pela Fundação Calouste Gulbenkian em consórcio com a Fundação Bissaya Barreto. Mais informações sobre o projeto Memórias do Bairro disponíveis online: https://www.hope.pt/pt/servicos/memorias-do-bairro-2ed.