Arcos de Valdevez expande ecovias até Ermelo

0
318

A Câmara de Arcos de Valdevez está a investir 530 mil euros na expansão da rede de ecovias do Alto Minho com a construção de 18 quilómetros entre as freguesias de Paçô e Ermelo. A intervenção vai desenvolver-se em três troços, sendo que o primeiro, já em curso com a abertura do traçado e construção da ecovia, ligará Paçô (Prova) até São Jorge (zona fluvial da Senra). O segundo troço vai ligar São Jorge (Senra) a São Jorge (Barreiro) e prevê a beneficiação e reabilitação do traçado. A última fase do percurso ligará São Jorge (Barreiro) a Ermelo (ponte romana, junto ao Mosteiro de Ermelo), estando previsto o melhoramento do traçado. A autarquia adianta que “o novo troço desenvolvido ao longo da margem direita do rio Lima permitirá ligar a Ecovia do Vez à Ecovia de Ermelo, dando continuidade à Rede de Ecovias já existentes no concelho”.

A ecovia do Rio Vez, percurso pedestre essencialmente rural ou natural que se desenvolve ao longo da margem direita dos rios Vez e Lima, parte de Padreiro até à aldeia monumento nacional de Sistelo, com um passadiço que circunda aquela que é considerada o pequeno Tibete português, numa extensão total de 34,8 quilómetros. A sua construção, orçada em mais de um milhão de euros e apoiada por fundos comunitários, foi iniciada em 2013. A ecovia do Rio Vez desenvolve-se ao longo de três troços, com aproximadamente 10 quilómetros cada, ligando Jolda a Arcos de Valdevez, Arcos de Valdevez a Vilela e, desta freguesia, até Sistelo. Já a ecovia do rio Lima tem uma extensão de cerca de 70 quilómetros, começa em Viana do Castelo, passa por Ponte de Lima, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez. Os caminhos rurais de beira-rio, veigas, pesqueiras no percurso para a desova da lampreia e passadiços de madeira atravessam a Área Protegida e Zona Húmida de Importância Internacional das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d’Arcos, em Ponte de Lima.