Eleições AFVC: Lista de Rui Fernandes diz que já “corrigiu irregularidades” e critica Mesa da AG

A lista de Rui Fernandes às eleições da Associação de Futebol de Viana do Castelo disse que “as alegadas irregularidades” que lhe foram apontadas pela Mesa da Assembleia para não a admitir a sufrágio, “já estão corrigidas”, apesar “da lamentável falta de enquadramento, para esse efeito, demonstrada pela Mesa da AG”.
Em comunicado partilhado nas redes sociais da candidatura, Rui Fernandes refere que submeteu “um requerimento à Mesa da AG para que, como ditam os mais elementares regulamentos”, lhes seja dado “um prazo para entregar a correção das alegadas irregularidades apontadas”.
O candidato entende que “seria um acto de boa fé e boa prática que a análise das candidaturas contasse com escrutinadores de todas as listas” e critica a Mesa da AG por não lhe ter facultado informações. “Em relação ao facto de a minha lista ser a única à qual são apontadas irregularidades, graves ao ponto de sequer ser admitida, importa também dizer que, à semelhança do que acontece em outras associações, há meses eu solicitei à Mesa da AG um esclarecimento sobre toda a documentação necessária para a candidatura, pedido que foi recusado, assim como nunca me foi dado o acesso aos regulamentos actuais”, atirou.
O ex-árbitro de Valença garante que a sua candidatura continua “a trabalhar para tornar a AFVC mais dinâmica e moderna” e apela aos clubes para irem votar nas eleições. “Nós estamos a fazer o nosso trabalho nesse sentido e não desistimos, apesar da aparente vontade que isso aconteça. Independentemente do sentido de voto de cada um, no dia 18 vão votar e demonstrem qual é verdadeiramente a vossa vontade em relação ao futuro do nosso futebol distrital e à prevalência dos verdadeiros valores do Desporto”, escreveu Rui Fernandes.
As eleições à AFVC estão marcadas para a próxima sexta-feira, dia 18, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Existem três listas interessadas em concorrer, apesar de ainda não se saber se a lista de Rui Fernandes será aprovada após uma primeira rejeição da Mesa da AG que aceitou as listas encabeçadas pelo actual presidente e recandidato, Jorge Sárria, e por António Amaral. De referir também que a lista de António Amaral anunciou ter impugnado a lista de Jorge Sárria, alegando que este está a infringir a lei ao recandidatar-se por já ter ultrapassado o limite de mandatos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*