Câmara de Melgaço começa “intervenção urgentíssima” nas piscinas municipais

 

A Câmara Municipal de Melgaço vai dar início à reabilitação das piscinas municipais num investimento de mais de dois milhões de euros. O objectivo é “dotar o equipamento de condições de excelência e melhorias ao nível da eficiência energética, contribuindo para a redução da pegada ecológica”, frisou a autarquia. O auto de consignação dos trabalhos do lote 1 já foi assinado pelo autarca melgacense, Manoel Batista. Prevê-se que as intervenções estejam finalizadas no final de julho de 2022.

O espaço está encerrado desde o dia 11 de março de 2020, aquando da determinação do plano de contingência do Município, face à declaração de Pandemia COVID-19, acabando por não abrir até então em virtude das urgentes intervenções de que necessitava e cujo projeto estava já em processo de adjudicação.

Os trabalhos objeto da empreitada serão executados no prazo de 270 dias, a contar da data de assinatura do auto de consignação do lote 1 (4 de novembro de 2021), o qual representa um investimento de 1.275.154,13€ + IVA. Os autos de consignação referentes aos trabalhos dos lotes 2 e 3, que representam investimentos de 151.379,09 € + IVA e de 530.980,35 € + IVA, respetivamente, foram já assinados em março de 2021, mas só agora produzem efeitos em virtude dos processos burocráticos.

Esta será a primeira grande intervenção desde a sua abertura, em 1994. “O edifício tem mais de 30 anos e apresenta um elevado estado de degradação. É uma intervenção urgentíssima. Com este projeto proporcionaremos aos utentes melhores condições para a prática do desporto e também de lazer. O espaço era/é muito procurado pelos jovens, pelos alunos das escolas do concelho, por idosos, pela população dos municípios vizinhos da Galiza e é também um equipamento essencial para a componente letiva da Escola Superior de Desporto e Lazer (ESDL)”, salientou Manoel Batista.

“Com as soluções propostas no projeto que agora vai para o terreno, baseadas em sistemas de qualidade e amplamente testados, cujas referências técnicas demonstram o cumprimento dos objetivos pretendidos, estamos convictos da resolução mais acertada de todas as questões e patologias detetadas. Tudo faremos para a boa implementação das melhores soluções, de forma que cumpram o seu principal objetivo: oferecer a Melgaço, e ao público em geral, um equipamento dotado de condições de excelência para a prática das diversas atividades e com melhorias ao nível da eficiência energética, contribuindo para a redução da pegada ecológica”, realçou ainda o edil de Melgaço.

 A referida intervenção, no âmbito do PARU-Melgaço, é financiada através de contrato de financiamento celebrado ao abrigo do IFRRU 2020, instrumento financeiro especificamente direcionado para a reabilitação e revitalização urbanas e que conta com financiamento FEDER proveniente dos programas operacionais regionais, com financiamento do Banco Europeu de Investimento (BEI) e do Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB) e, ainda, uma componente bancária de natureza privada.