Candidaturas para intercâmbio na região Galiza-Norte de Portugal abertas até 17 de janeiro

A nona convocatória do IACOBUS, programa de intercâmbio na eurorregião Galiza-Norte de Portugal para estadias de investigação e a quarta para publicações científicas abriram na segunda-feira, com um financiamento total de 200 mil euros.

Em comunicado enviado às redações, o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial da Eurorregião Galiza–Norte de Portugal destacou que o IACOBUS, lançado em 2014, “é um programa com grande êxito no universo académico”, no qual já foram “mais de 1.200 candidaturas selecionadas, que abrangem projetos de investigação de todas as áreas de conhecimento, e um financiamento total superior a 1,4 milhões de euros”. O programa IACOBUS “promove a cooperação científica, cultural e pedagógica, que tem como principais objetivos incentivar e fomentar sinergias ao desenvolvimento conjunto de atividades de investigação, formativas e de divulgação entre universidades, institutos politécnicos e centros tecnológicos da eurorregião Galiza-Norte de Portugal”. Atualmente, o programa dispõe de três modalidades: Estadias de Investigação, Artigos de Investigação e Patentes. O IACOBUS Estadias de Investigação promove e financia estadias transfronteiriças para o desenvolvimento de projetos de investigação numa das entidades que participa no programa.

Neste momento, são 39 entidades, entre elas, “sete universidades, quatro institutos politécnicos, 22 centros tecnológicos e seis fundações/institutos de investigação de saúde”. Podem candidatar-se ao IACOBUS Estadias de Investigação “investigadores pré e pós doutorais, bem como pessoal de administração e serviços das instituições de ensino superior”. No caso dos Centros Tecnológicos, “podem candidatar-se investigadores ou gestores de projetos de I+D+i com, pelo menos, cinco anos de experiência acreditada nessas tarefas (gestor de inovação) e pessoal com funções de investigação ou gestão de projetos I+D+i que não atinja os cinco anos de experiência (técnico de I+D+i)”. Para poderem participar, os candidatos “têm de ter contrato laboral/vínculo de investigação em vigor, também durante o período de realização do intercâmbio, com alguma das entidades participantes, assim como estar em condições de trabalhar do outro lado da fronteira”.

Já IACOBUS – Publicações Científicas (Papers) “destina-se a fomentar a cooperação transfronteiriça em atividades de investigação e de divulgação, através de ajudas económicas à publicação de artigos científicos e de investigação em alguma das revistas indexadas no vigente Journal Citation Report (JCR) e no SCOPUS para as áreas de humanidades”. “Estes artigos têm que ser desenvolvidos em parcerias transfronteiriças conjuntas, por autores pertencentes às instituições de Ensino Superior da eurorregião Galiza-Norte de Portugal (universidades e institutos politécnicos) e que fazem parte do programa”, especifica o agrupamento.

O IACOBUS Patentes, “pretende ajudar a promover a criação de novos produtos e serviços, mediante a concessão de ajudas para o fomento das solicitações de patentes promovidas a partir da eurorregião. Nesta componente “está prevista uma nova convocatória, mas só no primeiro trimestre de 2022, e só podem participar candidatos que estejam vinculados para as universidades ou institutos politécnicos participantes”. O período de apresentação de candidaturas decorre até 17 de janeiro.