Mítica Rampa Monte do Faro vai ser “uma festa com máquinas e pilotos de primeira”

Cerca de 400 viaturas vão passar pela mítica Rampa Monte do Faro este fim de semana, em Valença. Na edição mais participada de sempre, a revival decorre ao longo de cinco quilómetros, e asfalto, entre o cruzamento das Azenhas com a Seara e o Santuário do Monte do Faro. A organização está a cargo da Viana Motor Clube.

Após uma interrupção de dois anos por causa da pandemia, a Revival Rampa Monte do Faro está de regresso. “Retomamos agora, em 2022, com uma edição mais forte e com um formato maior. Neste caso, com dois dias e com quatro classes de automóveis diferentes. É um formato que já está estabelecido na rampa de Viana do Castelo, em Santa Luzia. No sábado à tarde teremos ainda uma classe feminina, a ladies first, em que só senhoras se vão poder sentar ao volante e o copiloto no carro. É uma nova dinâmica que queremos pôr nas rampas”, realçou Jorge Rodrigues, membro da direção do Viana Motor Clube.

“A primeira subida terá início, no sábado, por volta das 10h00, na Avenida Miguel Dantas, depois haverá uma pausa para o almoço e a segunda parte continuará de tarde, por volta das 15h00. No domingo, o formato será o mesmo”, completou.

Jorge Rodrigues afirmou ainda que a adesão é “muito” superior a 2019. “Temos pessoas de Espanha e de norte a sul de Portugal. Já se sente isso também na rampa de Santa Luzia, em Viana, onde temos um evento além-fronteiras. Já chegamos também a Itália, França, Canárias, entre outros. São dois eventos do Minho que estão além-fronteiras”, frisou.

A Rampa do Monte do Faro contará tanto com carros clássicos como modernos. “Os carros que estão dentro dos nossos parâmetros são os carros mais clássicos, tanto de competição como os normais. Depois, temos uma outra classe destinada aos carros mais desportivos, que ocorrerá no domingo de manhã, para dar a oportunidade a quem tem um carro diferente, mas mais moderno. Domingo, à tarde, teremos ainda uma classe de competição destinada aos carros de rally, que correm nos campeonatos nacionais e regionais. É todo um conjunto de viaturas diferentes”, destacou o membro da organização.

Arlindo de Sousa, vereador da Câmara Municipal de Valença, referiu que o evento pretende dinamizar a economia do concelho. “Temos um recorde de inscrições, em que mais de 400 viaturas irão subir esta magnífica rampa de cinco quilómetros. A autarquia, acima de tudo, pretende criar aqui uma festa do automóvel, mas também dinamizar tudo o que seja o tecido económico, como a hotelaria, a restauração ou o comércio. Portanto, criamos aqui uma envolvente natural para que toda a cidade viva esta festa, no fim de semana, de máquinas e de pilotos de primeira”, assegurou.

“Isto não é uma competição, por isso, não é uma prova cronometrada. Acima de tudo, os nossos pilotos querem dar o seu melhor, mostrar as suas máquinas e fazer com que se consiga recordar aquilo que era o espetáculo automóvel. A meu ver será um dos maiores eventos desportivos de automóveis em todo o Alto Minho”, completou Arlindo de Sousa.

Nuno Coimbra, membro da direção do Viana Motor Clube, assegurou que será um fim de semana “fantástico”. “Melhoramos muito desde 2019. A covid fez-nos parar um bocadinho, mas penso que a chama ficou acesa quando se ouviu falar que íamos voltar. Temos o máximo apoio do município. Portanto, já estamos a pensar em 2023, até porque 2022 já está quase a passar. A segurança está garantida”, concluiu.