AECT Rio Minho aprovou orçamento e elegeu nova Mesa da Assembleia

0
291

O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) do Rio Minho aprovou um orçamento de 418 mil euros para 2023, menos cerca de 40.300 euros do que o deste ano, e elegeu a nova Mesa da Assembleia Geral.

Para o diretor do AECT Rio Minho, Uxío Benítez, o ano de 2023 será de “transição entre períodos de programação dos fundos europeus, pelo que entre as prioridades do agrupamento para o próximo ano está a conclusão de projetos do anterior Interreg e a preparação de candidaturas ao Programa Interreg 2021-2027”.

O Plano de Atividades e Orçamento para 2023 tem um valor global de 418 mil euros. O orçamento do ano em curso fixou-se nos 377.700 euros.

Segundo o AECT do Rio Minho, em 2023, aquele agrupamento “continuará a apostar na consolidação do trabalho em rede, reforçando as dinâmicas locais de cooperação transfronteiriça, entre elas o desenvolvimento das “Agendas Urbanas do Rio Minho Transfronteiriço”, a dinamização do “Observatório de Dinâmicas Transfronteiriças” e o processo de planeamento estratégico da “Estratégia Transfronteiriça 2030 Rio Minho”, que será realizado em colaboração com a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho e com a província de Pontevedra, na Galiza.

O trabalho do AECT Rio Minho na preservação e valorização do território banhado por aquele curso internacional da água “passará pela consolidação da Marca Rio Minho, pelo anel verde de percursos transfronteiriços e pela gestão do serviço partilhado e-bike Rio Minho”.

“Será também dada continuidade ao processo de identificação dos obstáculos à mobilidade e integração transfronteiriça no território do rio Minho e a promoção de parcerias para o desenho de soluções, no seguimento da participação na iniciativa B-Solutions – Boosting Growth da União Europeia”, adianta a nota.

Constituído em fevereiro de 2018, e com sede em Valença, o AECT Rio Minho abrange um total de 26 concelhos: os 10 municípios do distrito de Viana do Castelo que compõe a CIM do Alto Minho e 16 concelhos galegos da província de Pontevedra.

De acordo com os estatutos do AECT Rio Minho, as funções de diretor e de vice-diretor alternam de dois em dois anos, tal como os membros da Mesa da Assembleia Geral.

Na mesma reunião em que foi aprovado o orçamento do próximo ano, o autarca da Câmara de Melgaço, no distrito de Viana do Castelo foi eleito presidente da Mesa da Assembleia Geral, enquanto a autarca de O Rosal, Ánxela Fernández Callís, foi eleita secretária.