Aeroplanum quer Alto Minho a voar mais

A Aeroplanum, associação criada pelos municípios de Valença e Vila Nova de Cerveira, pelo Instituto Politécnico e pela Confederação Empresarial do Alto Minho, quer transformar o aeródromo de Cerval numa “referência no Noroeste Peninsular”.

Com uma área de cinco mil metros quadrados, o aeródromo está situado entre os concelhos de Valença e Vila Nova de Cerveira, no distrito de Viana do Castelo, e integra o Centro Intermunicipal de Proteção Civil do Alto Minho.

Segundo o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), a nova associação pretende “dar um novo impulso à gestão daquele espaço aeronáutico, potenciando as atividades que lá são desenvolvidas, no campo da inovação, investigação e desenvolvimento aeronáutico, promoção turística da região, de atividades desportivas e de lazer relacionadas com a aeronáutica, como o aeromodelismo, o paraquedismo e outras experiências de voos, e apoio às atividades empresariais da região”.

“A criação da Aeroplanum – Associação Aeródromo Alto Minho/Galiza representa um passo importante para a promoção do aeródromo através da colaboração com entidades de áreas fundamentais como a investigação, a inovação e a promoção turística”, refere o IPVC.

Os órgãos sociais da associação tomaram posse na quinta-feira, sendo o conselho diretivo presidido por presidente da direção da CEVAL, Luís Ceia, entidade que representa cerca de 5.000 empresas do distrito de Viana do Castelo que empregam mais de 19.000 trabalhadores.

Em 2017, as autarquias de Vila Nova de Cerveira e Valença realizaram obras de requalificação no aeródromo, dotando a infraestrutura “de melhores condições de segurança e de acesso, dado o seu papel estratégico ao nível económico, pela proximidade às zonas industriais, e turístico pela forte ligação à vizinha Galiza”, em Espanha.

O aeródromo do Alto Minho-Cerval tem certificação para aviação de ultraleves, emitida pelo Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC), em 2009, e é gerido pelo Aeroclube de Cerval, associação formada por pilotos, portugueses e espanhóis, criada em 1992.