Alto Minho levou o maior contingente de sempre ao ACANAC

Mais de meio milhar de escuteiros do Alto Minho participou no acampamento nacional (ACANAC) que reuniu 18500 escuteiros de todas as regiões do país em Idanha-a-Nova, assim como representantes escutistas de 24 países. O distrito de Viana do Castelo levou o maior contingente de sempre ao ACANAC com escuteiros de Viana do Castelo, Ponte de Lima, Ponte de Barca, Arcos de Valdevez, Caminha, Valença, Vila nova de Cerveira e Monção. 

Durante este encontro, a Junta Regional de Viana do Castelo, organizou um convívio de escuteiros da região designado “Hora de Viana no ACANAC” que, para além do momento de partilha, contou a presença do presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, e também com a presença do vereador da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Carlos Lago. Os dois foram unânimes ao reconhecer o papel do movimento escutista nos seus concelhos e na sua região. 

O Embaixador Regional de Viana do Castelo do ACANAC, Aníbal Lago, ficou satisfeito por este ser o maior contingente de sempre a participar nesta grande atividade, uma vez que foi das regiões que mais cresceu comparativamente com edições anteriores. “É sinal de que o movimento está vivo e que está bem preparado para enfrentar os desafios do próximo centenário do CNE”, frisou.