Feira Quinhentista arranca na Ribeira do Neiva

0
397

Arranca amanhã mais uma edição da Feira Quinhentista de Vila Verde dedicada a Sá de Miranda, o Poeta do Neiva. O evento inicia às 10h00, com a realização da Feirinha Quinhentista, na Escola Básica da Ribeira do Neiva, uma iniciativa que conta com o apoio do Agrupamento de Escolas de Moure e da Ribeira do Neiva.

Ao longo de três dias, centenas de alunos de diferentes níveis de ensino e diversas organizações associativas juntam-se para reeditar a Feira Quinhentista dedicada a Sá de Miranda. Na sede do concelho, dezenas de espetáculos e recriações históricas marcam um programa intenso de atividades lúdicas e culturais.

Organizado pela Câmara Municipal de Vila Verde, o evento assume-se como uma oportunidade para aprofundar conhecimentos da história do concelho e do país.

Lutas de espada e declamações de poesia, música ao vivo, artes circenses e teatro de rua, dança, artesanato, desfiles, gastronomia, demonstrações de armas, exposições e espetáculos de época fazem parte do programa, que arranca na sexta-feira.

Tendo como referência as marcas da vivência do poeta na Ribeira do Neiva, a “Feira Quinhentista – Sá de Miranda por Terras de Vila Verde” conta com uma forte participação dos Agrupamentos de Escolas, da Escola Secundária de Vila Verde, da Escola Profissional Amar Terra Verde e da Academia de Música de Vila Verde. 

No âmbito da programação “Feira Quinhentista”, que decorrerá este fim-de-semana na Praça de Santo António, em Vila Verde, o Município informa que irá proceder ao encerramento de trânsito em partes de arruamentos de forma a permitir a realização de eventos programados.

Entre as 10h00 do dia 26 de maio e as 22h00 do dia 28 de maio, o trânsito manter-se encerrado no troço da Rua Prof Machado Vilela, em frente à Loja Interativa de Turismo de Vila Verde, entre o entroncamento com a EN 101 e a Farmácia da Misericórdia.

No domingo, dia 28 de maio, entre as 14h45 às 16h00, o trânsito também estará cortado na Avenida António Sérgio, entre o Restaurante Sevilhana e a Igreja Matriz de Vila Verde, para realização do Cortejo Régio Quinhentista.