Ponte de Lima abriu, realmente, “Jardins Saudáveis” 

0
755

A inauguração do Festival Internacional de Jardins 2023 constituiu o momento alto de um dia recheado em Ponte de Lima. D. Duarte de Bragança foi o convidado de honra. Esta 18ª edição, sob o tema “Jardins Saudáveis”, conta com a participação de projetos oriundos de países como Polónia, Áustria, Alemanha, Espanha, Brasil, Macau (China), Argentina, França, República Checa, Suécia e Portugal, e do jardim mais votado do ano passado, “Jardim da Reflexão”, que resultou de uma parceria entre autores do Brasil e Espanha. Por sua vez a 8.ª edição, do Jardim Escolinhas, conta com 11 jardins dos quatro agrupamentos de escolas do concelho (CE de Freixo, CE de Gandra, CE da Facha, JI de Cepões, EB 2,3 António Feijó e EB1 de Ponte de Lima), e do jardim mais votado do ano passado, “Que pegada queres deixar no Mundo?”, da autoria da turma P3B da Escola Básica de Ponte de Lima. 

O duque de Bragança participou também na cerimónia do prémio Gonçalo Ribeiro Telles, que este ano se realizou na Vila Mais Antiga de Portugal. O Prémio Gonçalo Ribeiro Telles para o Ambiente e Paisagem é uma iniciativa conjunta da Associação Portuguesa de Arquitetos Paisagistas, Ordem dos Engenheiros, Instituto Superior de Agronomia, Universidade de Évora, Câmara Municipal de Lisboa e Causa Real. 

O dia começou com o Encontro Nacional de Turismo de Habitação, evento que assinalou os 40 anos da TURIHAB – Associação do Turismo de Habitação, fundada em Ponte de Lima em 1983. Para além de assinalar a fundação da TURIHAB, o Encontro pretende analisar a qualificação da oferta turística, reforçar o interesse pelo património, procurando realçar a importância que diversos conjuntos arquitetónicos tiveram na história e na paisagem das nossas regiões.